Notícias

Chris Hahn chega perto da briga pelo pódio em Monza

VOLTAR PARA LISTA COMPLETA


Faltou pouco para Chris Hahn alcançar o pódio em sua estreia na categoria PRO da GT Open. Correndo ao lado do israelense Bar Baruch, o jovem piloto brasileiro 22 anos conquistou o quarto lugar da categoria na primeira corrida da rodada dupla válida pela quarta etapa do campeonato. Problemas no motor da McLaren 720s acabaram minando o desempenho da dupla da Teo Martin na disputa que aconteceu neste final de semana, no circuito de Monza, na Itália.

“Infelizmente sofremos com falta de velocidade durante todo o final de semana e isso nos prejudicou bastante. Ainda mais em um circuito como o de Monza, que é composto por grandes retas. Apesar do problema, chegamos perto de brigar pelo pódio graças a boa estratégia que traçamos, mas as falhas mecânicas impediram a gente de chegar na briga pelas primeiras posições. Na segunda classificação, por exemplo, nosso carro teve o pior desempenho em reta de todo o grid”, lamentou Chris Hahn.

Largando de trás por conta dos problemas do carro, a segunda prova de domingo foi bastante complicada: “Fui jogado para fora na largada e acabei muito tempo preso atrás dos carros da AM. Aí não tivemos muito o que fazer, infelizmente”, completou o piloto. No final, a situação ficou ainda mais complicada. Um drive through sofrido por Baruch na segunda metade da corrida fez a dupla cruzar a linha de chegada na 11a colocação geral, quinto lugar da PRO.

“Apesar dos inúmeros problemas que tivemos, só tenho a agradecer à equipe Teo Martin por toda atenção que nos deram na busca para resolver o problema. Correr com o Bar também foi uma ótima experiência, é um piloto muito esforçado e dedicado e sei que o acidente que nos custou o drive through não foi intencional”, analisou Chris Hahn.

“Saio desta prova com mais quilometragem, maior entrosamento com a equipe e conhecendo um pouco mais o carro, apesar de não ter conseguido treinar muito na sexta-feira por conta da chuva, de uma bandeira amarela em todo o circuito e da necessidade de preparar os freios para as corridas. Em três semanas estaremos de volta para mais uma etapa e acredito que poderei brigar pelo primeiro pódio do ano, ajudando meu pai na briga pelo título da categoria PROAM”, finalizou.

Chris, que já correu ao lado do pai na etapa de Paul Ricard, reeditará a dupla com Marcelo Hahn no circuito de Spa Francorchamps, na Bélgica. Ele ocupa liderança da categoria PROAM com 53 pontos somados, seis a mais do que a dupla segunda colocada, Christian Klien e Patryk Krupinski. A próxima etapa da GT Open está marcada para os dias 17 e 18 de outubro.

 

Português Inglês Espanhol Espanhol
+
+